“40”

“40” é a nossa primeira gravação!

Espero que goste!

Segue o link para o vídeo, já que meu plano não é “premium”, então não tenho como fazer upload aqui… mas é só clicar no link e assistir…

Publicado em SOBRE MÚSICA | Deixe um comentário

AÍ SIM!!!!

Publicado em DIVERSOS E DIVERSIDADES | Deixe um comentário

NINGUÉM É INSUBSTITUÍVEL

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: “ninguém é insubstituível” . A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
Ninguém ousa falar nada.
De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido: – Alguma pergunta?
– Tenho sim.
– E Beethoven ?
– Como? – o encara o diretor confuso.
– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven? Silêncio…..
O funcionário fala então:
– Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso.
Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.
Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc…
Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.
Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus erros/ deficiências.
Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico …
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.
Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.
Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em ‘melhorar as fraquezas’ de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/ técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.
Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.
Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões ‘foi pra outras moradas’. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: “Estamos todos muito tristes com a ‘partida’ de nosso irmão Zacarias… e hoje, para substituí-lo, chamamos:… Ninguém … pois nosso Zaca é insubstituível”.
Portanto nunca esqueça: Você é um talento único… com toda certeza ninguém te substituirá!
“Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo…, mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso.”
“No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é…, e outras…, que vão te odiar pelo mesmo motivo…, acostume-se a isso…, com muita paz de espírito”.

Publicado em DIVERSOS E DIVERSIDADES | Deixe um comentário

E a namorada?

“E a namorada?”

Alguém vai me perguntar.

Aí vou sorrir e responder: “Estou solteiro!”.

E logo depois vem aquela cara de: “nossa, coitadinho”, quando ao meu ver era a hora certa da pessoa me abraçar e pularmos gritando: “Parabéns Campeão!”

Sabe, realmente não entendo essas pessoas que colocam o fato de encontrar uma pessoa como sendo um dos objetivos primordiais da vida.

Como se a ordem natural fosse: nascer, crescer, conhecer alguém e morrer.

A meu ver, não é assim.

As pessoas se dizem solteiras como quem diz que está com uma doença grave, alguém que precise de ajuda.

Não é nada disso.

Existe sim vida na “solteridão”! E das boas. E isso não quer dizer farra, putaria, poligamia ou promiscuidade. Aliás, quer dizer sim, mas só quando você tiver afim. No mais quer dizer liberdade, paz de espírito, intensidade. E olha que escrevo isso com algum conhecimento de causa, já que tenho vários anos de namoro no currículo. De verdade, do fundo do coração, eu estou muito bem solteiro. Acho até que melhor que antes.

Gosto de acordar pela manhã sem saber como vai terminar meu dia. Gosto da sensação do inesperado, da falta de rotina e de não ter que dar satisfação. Gosto de poder dizer sim quando meu amigo me liga na quinta-feira perguntando se quero viajar com ele na manhã seguinte. De chegar em casa com o Sol nascendo. De não chegar em casa as vezes. De conhecer gente nova todos os dias. De não ter que fazer nada por obrigação. De viver sem angústia, sem ciúme, sem desconfiança. De viver.

Acredito que todo mundo precisa passar por essa fase na vida. Intensamente inclusive.

Sabe, entendo que talvez essa não seja sua praia. Ou talvez você nunca vá saber se é. Eu mesmo não sabia que era a minha, e veja só você, hoje sou surfista profissional.

O que percebo são pessoas abraçando seus relacionamentos como quem segura uma bóia em um naufrágio. Como se aquela fosse sua última chance de sobrevivência.

Eu não quero uma vida assim.

Nessa hora talvez você queira me perguntar: “Mas e aí? Vai ficar solteirão para sempre? Vai ser assim até quando?” E eu vou te responder com a maior naturalidade do mundo: “Vai ser assim até quando eu quiser”. Quando encontrar alguém que seja maior que tudo isso, ou talvez alguém que consiga me acompanhar. E não venha me dizer que aquele relacionamento meia boca seu é algo assim.

O que eu espero é bem diferente.

Quando se gosta da vida que leva, você não muda por qualquer coisa. Então para mim só faz sentido estar com alguém que me faça ainda mais feliz do que já sou, e como sei que isso é bem difícil, tenho certeza que o que chegar será bem especial. E se não vier também está tudo bem sabe?

Eu realmente não acho que isso seja um objetivo de vida.

Não farei como muitos que se deixam levar pela pressão dessa sociedade. Tanta gente namorando pra dizer que namora, casando pra não se sentir encalhado, abdicando da felicidade por um status social. Aí depois vem a traição, vem o divórcio, a frustração e todo o resto tão comum por aí. Não, não. Me deixa quietinho aqui com minha vida espetacular.

Pra ser totalmente sincero com você, a real é que não é sua situação conjugal que te faz feliz ou triste. Conheço casais extremamente felizes e outros que estão há anos fingindo que dão certo. Conheço gente solteira que tem a vida que pedi para Deus e outros desesperados baixando aplicativos de paquera e acreditando que a(o) ex era o grande amor e que perdeu sua grande chance.

Quanta bobagem.

A verdade é que só você mesmo pode preencher o seu vazio, e colocar essa missão nas mãos de outra pessoa e pedir pra ser infeliz.

Conheco sim vários casais incríveis, assim como tantos outros que não enxergam que estão se matando pouco a pouco. Só peço que não deixem que o medo da solidão faça com que a tristeza pareça algo suportável.

Viver sozinho no início pode parecer desesperador, mas de tanto nadar contra a maré, um dia você aprende a surfar.

E te digo que quando esse dia chegar, você nunca mais vai se contentar em ficar na areia. Desse dia em diante só vai servir ter alguém ao seu lado se este estiver disposto a entrar na água com você.

Publicado em DIVERSOS E DIVERSIDADES | Deixe um comentário

FELIZ ANIVERSÁRIO

THE KING

“Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o
relgio marque meia noite.
minha funo escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar
porque est chovendo ou agradecer s guas por lavarem a poluio.
Posso ficar triste por no ter dinheiro ou me sentir encorajado para
administrar minhas finanas, evitando o desperdcio.
Posso reclamar sobre minha sade ou dar graas por estar vivo.
Se as coisas no saram como planejei posso ficar feliz por ter hoje
para recomear.
O dia est na minha frente esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma
Tudo depende s de mim.”
(Charles Chaplin)

Ver o post original

Publicado em DIVERSOS E DIVERSIDADES | Deixe um comentário

MOMENTO MANGUAÇA CULTURAL

THE KING

Voc sabia?
Antigamente, no Brasil, para se ter melado, os escravos colocavam o caldo da cana-de-acar em um tacho e levavam ao fogo.
No podiam parar de mexer at que uma consistncia cremosa surgisse.
Porm um dia, cansados de tanto mexer e com servios ainda por terminar, os escravos simplesmente pararam e o melado desandou.
O que fazer agora?
A sada que encontraram foi guardar o melado longe das vistas do feitor.
No dia seguinte, encontraram o melado azedo fermentado.
No pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo com o novo e levaram os dois ao fogo.
Resultado: o ‘azedo’ do melado antigo era lcool que aos poucos foi evaporando e formou no teto do engenho umas goteiras que pingavam constantemente.
Era a cachaa j formada que pingava. Da o nome ‘PINGA’.
Quando a pinga batia nas suas costas marcadas com as chibatadas dos feitores ardia muito, por…

Ver o post original 46 mais palavras

Publicado em DIVERSOS E DIVERSIDADES | Deixe um comentário

NÃO PROCURE NO HOMEM A RESPOSTA PARA O SEU VAZIO

THE KING

(Interessante…)

Ah segunda-feira… depois comento mais…
 
NÃO PROCURE NO HOMEM A RESPOSTA PARA O SEU VAZIO
retirado do site: www.eradourada.com.br
 
 
Os desvios da cultura moderna formatam mulheres enfraquecidas,
infelizmente talvez a maioria delas, que acabam buscando fora o que não
encontram em si – mas está ali, sim! – e terminam essa via sombria
buscando no seu homem. Sentem um vazio gigantesco dentro do seu próprio
interior, e então associam esse vazio ao preenchimento de uma força
masculina. Ao doarmos aquilo que nos pertence, ficamos sem. Nosso amor
vai se extinguindo de dentro de nós. E, sem percebermos, adoecemos! Nos
tornamos solitárias. Culpadas!

É disso que fala esta contundente reflexão de Marcia Simões Lopes,
jornalista, praticante da Cura Nativa e autora do livro “Águia Dourada
Que Canta”.

Márcia vai além, alertando: “Mães que manipulam seus filhos para
conseguirem algo. Esposas que dão um jeitinho para driblar seus

Ver o post original 1.174 mais palavras

Publicado em DIVERSOS E DIVERSIDADES | Deixe um comentário